h

h

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

A qualidade da educação infantil e sua qualidade

A qualidade da educação infantil e sua valorização Praia Grande

O atendimento em creches passou por mudanças no transcurso do tempo, deixando assim, de ser assistencialista e passando a ser incluída de forma mais efetiva na área educacional, a partir do advento n. 9394/96 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN).




As creches devem garantir à comunidade uma inserção real na educação, firmando a responsabilidade principal do município em garantir e proporcionar aos educandos, um ambiente propício onde o CUIDAR e o EDUCAR tenham condições de acesso igualitário para todos nessa faixa etária tão importante e crucial do desenvolvimento da Educação Infantil que é a primeira etapa, (tratada na Seção II, capítulo II da Educação Básica) e amparada pela lei maior de um país (Lei de Diretrizes e Bases - LDB) que foi sancionada em 20 de dezembro de 1996.
A 1º Passeata de Praia Grande tem como intuito informar à comunidade que o objetivo da mesma NÃO é prejudicar a rotina do desenvolvimento das creches deste município MAS alertar sobre a real necessidade da valorização no enquadramento no magistério e capacitação , uma melhor qualidade na educacional, pois esta deve ir muito além das fachadas; ela passa pelas mãos de profissionais da educação e necessitam de uma real parceria entre os pais, a comunidade e a escola.
Todos juntos pela educação!!


É PRECISO QUE A COMUNIDADE, PAIS, RESPONSÁVEIS, ESCOLA, SE QUESTIONE QUE INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO QUER PARA NOSSAS CRIANÇAS.
Não é mais possível apresentarmos uma educação de qualidade, pautada em belas fachadas.
RECONHECEMOS SIM A IMENSA IMPORTÂNCIA DE TODA A INFRAESTRUTURA TÃO NECESSÁRIA PARA O ACOLHIMENTO E PROTEÇÃO DA CRIANÇA DENTRO DAS UNIDADES, mas, há de se lembrar de que não serão as paredes bem pintadas, as salas de computação de nova geração, os ventiladores, a água potável, entre outros, que estarão frente a frente diariamente com seus, com nossos filhos.
Até estarão lá, mas, cabe ao profissional da educação infantil apresentar a criança, dentro de cada novo objetivo proposto; de acordo com a faixa etária de cada turma, um leque de descobertas.
Onde as: cores, as histórias, as músicas, as brincadeiras, as atitudes, os cuidados estejam intrínsecos na responsabilidade de desenvolver todo o aspecto físico, cognitivo, psicológico e emocional de nossas crianças.
Este é um papel de imensa responsabilidade, estudo, pesquisa, parceria fundamental entre os pais e escola.
Cabe a nós educadores estar na linha de frente, de mãos dadas escrevendo e reescrevendo esta história, mas, sobretudo cabe aos pais a partir do valor desta parceria resgatar junto à escola o real sentido da VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INFANTIL.
O real valor da EDUCAÇÃO...

sábado, 5 de setembro de 2015

Oficinas Cri @ tivas: Curso de eva em Praia Grande , básico I , " Bonec...

Oficinas Cri @ tivas: Curso de eva em Praia Grande , básico I , " Bonec...: Oi meninas !   ヅ Para que não prejudique nenhum evento por aqui já agendado , estamos transferindo a data do primeiro curso básico ...

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Educação Infantil e Seus Profssionais Cuidar e Educar

Educação Infantil e Seus Profssionais Cuidar e Educarr


No Brasil se trata a educação assim. 
Se fala muito ,   se faz pouco ...
Se joga responsabilidades ...
Educação de qualidade para quem,  se nem   os  professores que estão à   frente 
da construção de um país e  no  futuro   não são valorizados...
Como ter futuro sem um  investimento  real  na educação e nos seus profissionais  ....
Só lamento....

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Como ensinar a criança a economizar

Como ensinar a criança a economizar
Saber usar o dinheiro de maneira organizada livra o adulto de muitos problemas nas finanças. É salutar ensinar as crianças a importância de gerenciar e de saber lidar com dinheiro desde pequenas. Esse aprendizado pode ser iniciado de maneira muito simples, a partir do recebimento da mesada.
O mais importante é a criança aos pouco entender que para manter a casa, o que significa, a escola, o transporte, alimentação e vestuários os pais tem que desembolsar uma quantia. E o que deve ser destacado é que é resultado do trabalho.  O filho deve ter familiaridade com a relação de gasto e economia.
Criar os filhos completamente afastados dessa realidade poderá trazer prejuízos pela falta de entendimento real de como a vida funciona. Claro que a explicação deve ir de acordo com a idade e entendimento do filho. Não dá para querer que a criança entende de economia, se às vezes nem os adultos compreendem. Porém saber guardar e comprar sem pressa, não gastar mais do que possui, pode exercitar a criança a controlar a vontade de consumo.
Há um elevado número de brasileiros com dívidas, procuram empréstimos para paga-las e vira uma bola de neve, é essencial desde cedo introduzir dicas de como economizar para evitar problemas no futuro.
Muitos pais não sabem ao certo quanto ou quando começar a dar dinheiro para as crianças e sentem dúvidas como fazê-lo. Seguem algumas dicas:
A Mesada – a mesada pode ser semanal ou mensal e o valor deve ser de acordo com a condição da família, porém mesmo as mais abastardas deve-se evitar valores altos. A criança tem tudo pago pelos pais e por isso não necessita de uma quantia elevada.
Cofrinho – ensinar a criança a manter o cofrinho é bem salutar, desta forma a cada moeda guardada no porquinho representa maior chance de comprar algo que a criança planeje. Dará a ideia de espera e organização, o contrário do imediatismo da compra. Uma situação que leva muitos adultos ao endividamento.
Recompensa -  alguns especialistas defendem que a recompensa pode ser uma maneira positiva de fazer a criança realizar algumas atividades. Ou seja, dar algum dinheiro caso ela realize uma tarefa doméstica, como cortar a grama, levar o lixo para fora ou lavar os pratos. Essa prática é muito corriqueira na Europa, já que o serviço de emprega doméstica não é tão comum quanto no Brasil.
Outra maneira é a recompensa através de boas notas na escola. Pode ser atrativo a relação causa e consequência, mas não deve ser criada a ideia de que só se deve estudar para ganhar dinheiro, há uma diferença sutil, por isso se chama de recompensa, um presentinho em dinheiro por ter alcançado um bom êxito, assim também funciona em certos empregos diante da atuação do funcionário.
Poupança – é interessante a abertura de uma poupança para o filho. O melhor é em nome da criança para não haver a chance de saque pelos adultos na primeira oportunidade. Geralmente a poupança tem uma finalidade, o curso em uma faculdade, um intercâmbio no futuro etc.
Outro conceito que deve-se ensinar para os pequenos é o caro e barato. Esta questão pode ganhar diferentes significados de família para família, de acordo com as condições financeiras. Mesmo assim é bom mostrar para a criança que o dinheiro pode render quando se procura um produto em mais de um lugar e pagar um menor preço pelo mesmo objeto.

Você ensina sua criança a economizar?

terça-feira, 7 de outubro de 2014

5 dicas para melhorar o desempenho do filho em línguas estrangeiras

5 dicas para melhorar o desempenho do filho em línguas estrangeiras



O uso de outros idiomas está cada vez mais útil e serve como um aumento direto nas oportunidades de trabalho em inúmeros setores. A dedicação no estudo de uma língua estrangeira se começado cedo tem uma tendência a se desenvolver mais rápido e com maior possibilidade de fluência.
Muitos pais já buscam investir ainda na infância dos filhos, colocando-os em contato com outras línguas desde cedo.
Algumas dicas servem para dar uma forcinha nessa caminhada e fazer com que as crianças despertem também a vontade de aprender.
1 – Estimule o contato lúdico
No início o aprendizado de uma língua estrangeira não requer muitas cobranças. A criança tem que sentir-se seduzida pelo contexto, querer falar, conhecer e ouvir outros sons e novas palavras.
É recomendado, de acordo com a idade, fazer uma introdução leve, de maneira que ela não tenha o novo campo de estudo como algo trabalhoso e difícil. A criação de personagens de historinhas pode ser de grande ajuda.
2 – Utilize brincadeiras e jogos
Uma língua estrangeira pode ser muito bem trabalhada através de brincadeira. Pinturas, desenhos, colagens, tudo que a criança faz se divertindo pode ser usado para o ensino de outra língua.
Conhecer novas palavras, aumentar o vocabulário, tudo isso pode ser feito a partir de jogos. A memória e a interação direta do aluno são requisitadas, isso é um ponto muito positivo para absorver novos conhecimentos.
3 – Faça uso da tecnologia
A tecnologia pode servir de estímulo, um exemplo são sites com exercícios online de inglês, questões interativas, cujo conteúdo inclui a visão, a audição e a escrita, ferramentas essenciais para facilitar o reconhecimento de palavras e suas pronúncias.
Não há aprendizado de idioma sem o “listening”, ou seja, a prática de ouvir a língua em estudo. Use áudios e audiobooks no nível de conhecimento da criança, para que ela possa ouvir e treinar a fala corretamente.
Jogos desenvolvidos para exercitar idiomas são também bacanas para prender a atenção dos pequenos.
4- No curso ou em casa, mantenha o foco
Os cursos de línguas são uma das formas mais práticas de auxiliar a criança a desenvolver a fala de outra língua, porque terá o suporte de profissionais, além da troca com outros estudantes. Mas o ambiente familiar também é um estimulador. Por isso monte uma mini biblioteca com materiais que auxiliem o pequeno estudante, tente acompanhar o desenvolvimento nas tarefas e produções didáticas.
5 – Abra a porta da imaginação
É importante fazer a criança perceber a importância da comunicação e que atualmente as distâncias diminuíram. Trabalhe o idioma com um mapa, mostre a criança os países onde se falam a língua em estudo, busque introduzir o aluno na troca cultural tão importante nos dias de hoje.

Já é possível planejar também um curso fora do país quando a criança estiver mais crescidinha. Um intercâmbio representa não só a possibilidade de aprimorar a fluência na língua, mas também um enriquecimento pessoal do indivíduo. Há programas que incluem passagens aéreas, seguro viagem, estadia e o curso no estrangeiro, inclusive para curtos períodos, como cursos de férias.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Vídeo Passo a passo - Fada da Lua - Silvia Rossine

Vídeo Passo a passo - Fada da Lua

Bom dia !!!

Hoje iremos compartilhar com vocês mais um molde 
que foi inspirado em uma estrelinha que 
encontrei , rs...
Amo estrelas .......:)
Este molde pode ser readaptado .
 Estarei postando os moldes em tamanho pequeno 
grande , 
espero que gostem!!!

Tenham todas uma ótima semana, repleta de saúde
 e muitas artes é claro  !!!

Bjuss 


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Como incentivar o lanchinho saudável para a criançada


Como incentivar o lanchinho saudável para a criançada
Se você está preocupado com a alimentação do seu filho durante o horário escolar, tome nota de algumas dicas para melhorar o lanche diário do seu filho.
O primeiro passo é visitar a escola e saber o que é oferecido para os alunos, é muito importante esse contato pessoal para verificar qual o cardápio adotado pela escola. Algumas têm uma preocupação maior e dispõe de um menu com sucos de frutas, ingredientes mais saudáveis, longe dos salgadinhos e frituras, em outros casos porém, a rapidez e praticidade acabam sendo o principal lema e aí a parte nutricional cai drasticamente.
Neste último caso, o melhor é investir no lanche feito em casa, além de mais barato, mais higiênico é muito mais positivo para a alimentação da criança.
Invista na lancheira
A lancheira é uma aliada e nela você pode organizar a comidinha que preze pelo sabor e nutrição.
Sucos de frutas que não fermentam facilmente podem ser acondicionados em garrafinhas, como o de maracujá. É melhor evitar os de caixa porque contém grande quantidade de açúcar. Uma porção de fruta como uvas, morango ou maçã também é importante para a quantidade de fibras que a criança necessita diariamente.
Faça um menu semanal
Para evitar o corre-corre do cotidiano que nos coloca em situações de buscar sempre o mais prático e rápido, escreva uma lista de ingredientes da semana e tente seguir. Um exemplo pode ser sanduíches saudáveis com pelo menos uma porção de verdura, mesmo que a criança rejeite repita e tente incluir na alimentação o quanto antes.
Faça bolos caseiros, são livres de conservantes e podem ser deliciosos e uma ótima opção para variar o cardápio.
Compartilhe com a criança
Na hora de organizar o lanche você pode pedir ajuda do filho e claro colocar também um doce ou uma pequena porção do biscoito preferido da criança. Dependendo da idade, vale a pena explicar que a alimentação saudável faz bem à saúde e que evita e protege o corpo de doenças, apesar de acharmos que eles não prestam atenção, hábitos alimentares tem uma ligação muito próxima com o que entra em casa na hora das refeições e o que os pais comem.
Evite refrigerantes
Os refrigerantes são práticos e estão sempre disponíveis para a compra em todos os lugares, é a bebida mais consumida após a água, segundo pesquisas. Um erro enorme é dar valor a uma bebida com nenhuma importância nutricional - muito açúcar, com muitas substâncias artificiais que prejudicam a boa forma, provocam cáries e por causa da grande quantidade de fosfato, enfraquecem os ossos. O Brasil tem uma variedade de frutas que podem ser dadas a criança em forma de sucos, saladas, vitaminas e milkshakes, invista no mais saudável.
Anualmente leve a criança ao pediatra, procure no seu plano de saúde o atendimento de um nutricionista caso tenha dúvidas sobre a alimentação de seu filho, o investimento desde cedo evita problemas futuros, é hora de colaborar para bons hábitos que ficam para o resto da vida.



terça-feira, 8 de julho de 2014

Como aproveitar o tempo livre com a garotada






Como aproveitar o tempo livre 
com a garotada


Tempo de férias é sinônimo de tempo livre, de relaxar e de deixar as obrigações escolares para depois. Mesmo se não houver planos para fazer grandes viagens, passeios na cidade e programas em casa não estão descartados, eles podem sim trazer muita diversão e momentos interessantes.
São tantas modernidades que há ao nosso redor que às vezes deixamos de passar tempo com a família para navegar na internet ou deixar os filhos jogando games por horas. Claro que uma vida moderna acaba nos levando para esses caminhos, nada errado, porém quando esses momentos ocupam o espaço de outros que poderiam ser vivenciados coletivamente no seio da família, a gente sai perdendo.
Aproveite para visitar lugares de sua cidade que você não costuma ir no cotidiano, como museus, livrarias ou parques. O dia a dia às vezes faz as pessoas não verem a beleza da própria cidade. Uma ótima dica é fazer um piquenique, andar livremente em áreas arborizadas ou visitar um zoológico, sair para conversar ou visitar amigos que não vemos há muito tempo.
Se você mora em São Paulo, aproveite! A capital paulista foi considerada o melhor destino turístico do Brasil, você pode ler os detalhes do artigo no site SeguroViagem.org. Mesmo sendo sempre lembrada pelo excesso de concreto, tem muito a oferecer em lazer e cultura. Certamente em sua cidade também há muitas opções.
Um dos passeios favoritos da garotada é um dia praieiro, com direito a muito banho de mar e brincadeiras na areia. Se você mora no litoral brasileiro a escolha é vasta. Tem muitas praias e um roteiro assim nunca deixa de ser atrativo para as crianças e não precisa ser caro.
Alguns cuidados devem ser levados em consideração, já que na hora do entretenimento acidentes podem ocorrer. Se sair de carro e as crianças forem pequenas, nunca deixe de seguir as regras de condução no veículo, além de evitar acidentes, evita uma multa. Confira através do seu seguro de automóvel os serviços de revisão que você pode utilizar e leve o carro para ser checado. Prevenir nunca é demais.
Aproveite o tempo livre para desafogar o estresse do cotidiano e para trazer os filhos sempre para mais perto.
Serviços de revisão que você pode utilizar e leve o carro para para ser checado.Prevenir nunca é demais.
Aproveite o tempo livre para desafogar o estresse do cotidiano e para trazer os filhos sempre para mais perto.

terça-feira, 24 de junho de 2014

Curso de E.V.A em Praia Grande _ Oficinas Cri A tivas Silvia Rossine

OLÁ MENINAS !


ESTA CHEGANDO O DIA DO NOSSO ENCONTRO AQUI EM PRAIA GRANDE E ESTAREMOS NOS REUNINDO PARA FAZER BASTANTE ART"COM EVA, RSS..ESTAMOS PREPARANDO TUDO COM MUITO CARINHO E COM CERTEZA SERÁ UM ENCONTRO BEM ANIMADO , RECHEADO DE MUITAS DICAS, SORTEIOS E BRINDES !MAIORES INFORMAÇÕES : FONE: (13)988547856OOU IN BOX FACEBOOK.COM/OFICINASCRIATIVASBEIJOKAS E ATÉ LÁ !!!!

SILVIA ROSSINE & JANE IEVA